Fique de olho na Convenção Coletiva de Trabalho da sua empresa

Com a reforma trabalhista que vigora desde novembro de 2017, algumas mudanças estão fazendo a diferença nas relações trabalhistas. Um dos pontos mais polêmicos da reforma e que trouxe um impacto imediato para os trabalhadores foi a contribuição sindical de forma facultativa. Ou seja, o trabalhador contribui ao sindicato da classe com 1 dia de salário anualmente se assim julgar benéfico.

E os reflexos dessa mudança já são sentidos pelos sindicatos do país. No ES, por exemplo, alguns sindicatos chegaram a perder até 80,0% da sua receita. E o que as entidades sindicais têm feito para recuperar o que foi perdido? Os sindicatos estão visitando as empresas, realizando auditorias com a finalidade de verificar o cumprimento das Convenções Coletivas de Trabalho e, em último caso, autuar com a finalidade de arrecadação!

Também tem sido realizado um trabalho de orientação aos trabalhadores, com o objetivo de evidenciar os benefícios que podem ser adquiridos caso se filiem às suas representações, além dos direitos que lhes são garantidos pela CCT da categoria. Ou seja, as entidades sindicais estão buscando ser vistas pelo trabalhador com outros olhos, gerando empatia e mais adesão da classe trabalhadora.

Por isso, empreendedor, procure seu Contador para não ser prejudicado. Busque se manter informado dos direitos e deveres que estão expressos na CCT de sua empresa. Caso as auditorias sindicais identifiquem descumprimentos de cláusulas dos acordos coletivos, sua empresa pode ser penalizada. As multas muitas vezes são superiores ao salário mínimo, aplicadas por cláusula infringida, por trabalhador prejudicado.

E claro cumpra a lei não apenas para evitar multas, mas para que o trabalhador se sinta seguro em estar na sua empresa. Isso gera um melhor ambiente de trabalho, um melhor desempenho do seu colaborador e, claro, mais resultado para seu negócio!

Sucesso e fique ligado!

Anúncios